abril 28th, 2017

admin

(0) Comentarios!

Dia Mundial da PI: conheça brasileiros que transformaram nosso dia a dia

omo parte das comemorações do Dia Mundial da Propriedade Intelectual de 2017, sob o tema “Inovação – Melhorando Vidas”, o INPI reuniu algumas patentes concedidas pelo Brasil, nos últimos cem anos, para ilustrar o esforço de pesquisa e a criatividade dos brasileiros, entre famosos e pessoas comuns, homenageando aqueles que promoveram o progresso em todo o mundo a partir de suas ideias inovadoras.

São inventos que salvam vidas, como o soro contra veneno de cobras e o coração artificial, até utensílios que facilitam o nosso dia a dia, caso do consagrado escorredor de arroz inventado por uma dona de casa ou a tampa abre-fácil do requeijão, geleias e outras conservas.

Abaixo, clique nas imagens das patentes para ampliar.

Inventor: Vital Brazil Mineiro da Campanha
Patente: Processo para fabricação de soros antipeçonhentos –  Nº. 9596 / Ano 1917

Clique para ampliar

A invenção de Vital Brazil, médico e sanitarista considerado um dos grandes nomes da história da ciência, vem salvando milhares de vidas há mais de um século. Nessa patente, ele descreve o processo para a fabricação de soro anticrotálico, antibotrópico, antielapineo e antiofídico, todos contra picadas de várias espécies de cobras venenosas.

Inventor: Alfredo Marins
Patente: Estrado Ideal – Nº. 9593 / Ano 1917

Patente_2.jpg
O estrado de madeira para cama, inventado por um funcionário público, era constituído de “tabuinhas” ligadas entre si por uma cadeia metálica e uma correia, podendo se enrolar e desenrolar para ser removido da cama, “facilitando a higiene devido ao seu diminuto peso”. Era um conforto e tanto para cem anos atrás.

Inventor: José Bento Monteiro Lobato
Patente: Dispositivo de forno para reduzir minério – Nº. 22591 / Ano 1935

Clique para ampliar

Quem poderia imaginar que essa patente seria do notável Monteiro Lobato, escritor, advogado e industrial, que também foi o “pai” de Pedrinho, Narizinho e a boneca Emília, do clássico “Sítio do Picapau Amarelo”. A invenção permitia produzir ferro gusa como se fosse em alto forno, substituindo a câmera de resfriamento por uma cuba circular. Para efeito apenas de ilustração, a imagem aqui reproduzida é de um invento parecido com o de Monteiro Lobato, não disponível na patente original.

Inventor:  Raimundo da Silva
Patente: Aparelho Televoto – Nº. 26806 / Ano 1951

Patente_4.jpg
Precursor da urna eletrônica, o aparelho televoto teve a patente concedida há mais de sessenta anos. Já naquela época ele identificava o candidato pela foto, nome e número. O televoto era muito democrático e poderia ser utilizado pelos eleitores em qualquer lugar, inclusive em bares, segundo reivindicou o seu criador, que era radiotelegrafista.

Inventora: Therezinha Beatriz Alves de Andrade Zorowich
Patente: Escorredor de arroz – Nº. 71404 / Ano 1959

Patente_5.jpg

 

 

A invenção da cirurgiã-dentista, que estava cansada de ver sua pia se encher de arroz todos os dias na hora de escorrer a água da lavagem, faz sucesso na maioria dos lares há meio século. Ela usava uma bacia para lavar o arroz e uma peneira para escorrê-lo. Então teve a ideia de unir as duas coisas, formando o escorredor de arroz.

Inventor: Arnaldo Rojek
Patente: Tampa abre-fácil – Nº. PI 9101018 / Ano 1995

Patente_6.jpg

 

Essa invenção transformou a indústria de alimentos, dispensando o auxílio de utensílios, como facas e abridores improvisados, que exigiam esforço e malabarismo para abrir vidros e latas. Hoje é muito mais fácil abrir o requeijão, a geleia e todo tipo de conservas, com o sistema de fechamento a alto vácuo, sem machucar dedos e mãos.

Inventores: Aron José Pazim de Andrade e Denys Emílio Campion Nicolosi
Coração artificial eletromecânico – Patente PI 9900391-0 B1 / Ano 2009

Patente_7.jpg

 

 

Inventado por um engenheiro elétrico e outro mecânico, o coração artificial auxiliar bombeia o sangue em paralelo ao coração natural do paciente auxiliando a manter o débito cardíaco e as pressões sanguíneas. Mais barato que modelos estrangeiros, ele tem a missão de salvar as vidas daqueles que estão na fila do transplante cardíaco.

 

Inventor: José Renato Dibo
Garrafa e método de construção civil utilizando garrafa – Patente BR 10 2013 023892 9 B1 / Ano 2016

Patente_8.jpg

 

 

Além de acondicionar líquidos, esta garrafa foi propositalmente desenvolvida para utilização na construção civil, na busca de tecnologias e alternativas sustentáveis. O método proposto pelo arquiteto José Dibo permite que qualquer pessoa monte e construa uma casa com facilidade e com baixo custo.

Inventor: Leopoldo Gonçalves Pinto de Aquino Almeida
Abridor de sachê – Patente MU 8800326-4 / Ano 2017

Patente_9.jpg
A finalidade dessa patente é possibilitar uma maneira rápida, higiênica e prática de abrir os sachês de mostarda, maionese, vinagre, azeite e outros temperos. Com o invento, as verdadeiras brigas para abrir os “saquinhos” ficaram no passado.

 

FONTE : http://www.inpi.gov.br/noticias/no-dia-da-pi-conheca-brasileiros-que-transformam-nosso-dia-a-dia/view

 

Deixe um Comentário