setembro 28th, 2016

nwmidia

(0) Comentarios!

É a sua cara! Facebook registra patente para criar emojis personalizados

POR DOUGLAS VIEIRA

18165212015731-t1200x480

Pensando em expandir cada vez mais o grau de interação entre os usuários, o Facebook fez um registro de patente para uma ideia que, caso saia do papel, vai permitir que o usuário utilize suas fotos como emojis ao enviar uma mensagem ou responder alguém.

A patente em questão foi protocolada em 2012 e dá a entender que, ao usar algum símbolo conhecido como :D, o algoritmo do site faria uma busca entre as suas fotos publicadas para encontrar aquela que mais se assemelha ao emoji que você deseja utilizar. Não há nenhuma informação sobre como seria feita a seleção de fotos ou mesmo se a manobra funcionaria em qualquer situação.

Aqui, temos uma ideia de como essa ideia pode funcionar caso realmente saia do papel
Aqui, temos uma ideia de como essa ideia pode funcionar caso realmente saia do papel

Caso as opções sejam um pouco mais limitadas, isso pode ter um ponto positivo: evitar que os usuários acabem abusando e enviando algum tipo de imagem que apresente conteúdo ofensivo ou que possua algum tipo de referência mais forte, um sistema semelhante ao que existe no Slack e no Twitch.

Um detalhe que vale a pena ser mencionado é que o simples registro de patente não significa que a ideia realmente vai sair do papel. Porém, levando em consideração que muitas novidades referentes ao Facebook que foram descobertas quando suas patentes se tornaram públicas acabaram aparecendo na rede social (como o Facebook Reactions), há uma chance de que esse projeto siga o mesmo caminho.

Fonte: Tecmundo

setembro 22nd, 2016

nwmidia

(0) Comentarios!

Airbus registra patente de assento ajustável para obesos

Cintos de segurança: a patente indica que algumas funções dos assentos serão ajustáveis
Cintos de segurança: a patente indica que algumas funções dos assentos serão ajustáveis

São Paulo – A Airbus registrou uma patente que promete aumentar o conforto das pessoas obesas. Nomeado de “assento de passageiros com banco reconfigurável”, o documento prevê os assentos das aeronaves como bancos e, não, como cadeiras individuais.

Segundo a patente, a ideia consiste em proporcionar um assento sem divisórias fixas que pode ser configurado rapidamente, permitindo múltiplas permutações. Os cintos de segurança, por exemplo, poderiam ser ajustados para acomodar dois adultos e duas crianças ou dois adultos grandes.

A Airbus afirma no documento que os bancos podem ser “adaptados às necessidades do operador” e “às exigências de grupos específicos”, incluindo idosos, passageiros com excesso de peso e pessoas com mobilidade reduzida.

United States Patent and Trademark Office
United States Patent and Trademark Office

Essa não é a primeira patente da Airbus que tenta criar mais espaço para os passageiros de suas aeronaves. Em outubro de 2015, a empresa patenteou uma ideia que pretendia empilhar os usuários de seus aviões uns em cima dos outros.

No mesmo ano, ela fez o pedido de uma patente para recipientes de armazenamento que seriam colocados sob os assentos dos passageiros. Porém, a partir das imagens do documento, nota-se que as caixas reduziriam ainda mais o espaço para as pernas dos usuários.

Outro projeto arquivado pela companhia inclui um avião que é quatro vezes mais rápido do que a velocidade do som. Até agora, nenhuma dessas ideias saíram do papel.

Fonte: Exame Abril

setembro 14th, 2016

nwmidia

(0) Comentarios!

As 15 patentes mais aleatórias e sinistras já registradas

POR LUCAS KARASINSKI

Quando tocamos no assunto “patentes” aqui no Tecmundo, invariavelmente o artigo – ou mesmo os comentários da galera – acabam trazendo, também, algumas discussões da já tradicional briga envolvendo as gigantes Apple e Samsung. Contudo, o mundo das invenções não se resume somente a estas duas empresas.
Um incontável número de registros de patentes acontece diariamente em todo o planeta. São ideias que abordam os mais diversos âmbitos das nossas vidas, sejam travas de janelas, máquinas para manufatura de produtos ou dispositivos tecnológicos para banheiros.

O fato é que, enquanto muitos inventores acreditam terem “reinventado a roda”, na maioria das vezes, o público em geral acaba considerando as suas ideias malucas, bizarras e totalmente sem sentido. Confira, agora, uma reunião com algumas das patentes mais bizarras já registradas mundo afora.

1. Careca? Eu não!

Escondendo a careca! (Fonte da imagem: Reprodução/United States Patent and Trademark Office)
Escondendo a careca! (Fonte da imagem: Reprodução/United States Patent and Trademark Office)

Registrada com o código 4,022,227 no escritório de patentes dos Estados Unidos, essa invenção promete fazer a alegria de quem está ficando careca, mas ainda conta com algumas porções de cabelo. Trata-se, na verdade, da patente de um penteado que utilizaria três partes diferentes dos cabelos da pessoa para cobrir a parte restante que já está “pelada”. Ao que podemos perceber pela imagem, isso deve ficar lindo!

2. Lasers e gatos

A brincadeira é minha! (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)
A brincadeira é minha! (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)

Uma das maiores diversões de quem tem um gato é apontar aquelas canetas-laser no chão (ou nas paredes, também é legal!) e ver o bichano correndo loucamente atrás daquele pequeno ponto vermelho. Pois saiba que uma brincadeira tão simples e casual foi objeto de patente.
Um espertinho norte-americano registrou a ideia, de modo que, assim, quem brincasse dessa forma com o seu animal deveria pagar os direitos ao dono da “invenção”. O documento data de 1995 e, para nossa sorte, o reclamante não pagou os valores de manutenção da patente. Ou seja, com isso, o processo acabou expirando. Então, pode ficar tranquilo e continuar brincando (torturando o seu gato) à vontade!

3. Móveis infláveis

Não dá nem para ter uma lâmpada no teto! (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)
Não dá nem para ter uma lâmpada no teto! (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)

Arrumar a cama é uma das tarefas mais chatas que existem. Por isso, não seria nada mal contar com algum artifício que nos ajudasse a evitar tal missão. Pensando nisso, um inventor registrou uma ideia chamada de Móveis Flutuantes (Floating Furniture). Segundo a patente, os móveis da casa (a cama, principalmente) contariam com reservatórios de hélio que os fariam voar.
Dessa forma, com o dispositivo em funcionamento, a sua cama subiria até o teto, escondendo a sua bagunça – de quebra, ainda acabaria abrindo espaço em seu quarto. O problema da ideia, contudo, seria utilizar o processo com a mesa de jantar, por exemplo. Imagina só os talheres caindo na sua cabeça!

4. Fique de olho em quem anda atrás de você!

Retrovisores nos óculos (Fonte da imagem: Reprodução/Listverse)
Retrovisores nos óculos (Fonte da imagem: Reprodução/Listverse)

Os óculos foram inventados para ajudar quem tem problemas de visão. Entretanto, quem disse que o objeto precisa ser limitado a somente uma tarefa? Essa patente mostra que eles também podem ajudá-lo a ficar de olho em quem vem atrás de você.
Trata-se de um par de óculos com retrovisores embutidos em suas laterais. Com eles, você vai sempre ficar de olho caso alguém esteja lhe seguindo. O problema é saber se a pessoa não está fazendo isso somente pelo fato de que os seus óculos esquisitões estão chamando a atenção.

5. Abrigo nuclear portátil

Calmamente esperando o desastre nuclear terminar... (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)
Calmamente esperando o desastre nuclear terminar… (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)

No auge da Guerra Fria, o mundo estava sempre atento aos perigos de um conflito nuclear. Os cidadãos norte-americanos, então, nem se fala. Pensando nisso, um inventor criou uma espécie de abrigo nuclear portátil. Com ele, bastaria que a pessoa cavasse um buraco e posicionasse a proteção sobre essa cava, criando, assim, um lugar à prova de explosões nucleares.
O projeto, inclusive, detalha como seria a alimentação de oxigênio. Em contrapartida, não há estudos dizendo quanto tempo você poderia ficar lá dentro ou como você poderia carregar o aparelho por aí. Além disso, será que no caso de uma explosão nuclear você teria tempo de procurar um lugar apropriado, cavar um buraco e armar a sua proteção?

6. Acordando o próprio cérebro

Chacoalhando a cabeça (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)
Chacoalhando a cabeça (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)

Quando você está caindo de sono, mas também está cheio de tarefas, o que geralmente faz? Toma um gole de café? Lava o rosto? Pois esse inventor achou que isso não é o suficiente para resolver nada e achou uma forma de, literalmente, chacoalhar o cérebro.
A patente trata de um dispositivo que lembra muito as escovas dentais elétricas. Entretanto, ele conta com um motor diferenciado. O projeto faz com que ondas de vibrações cheguem até o cérebro por meio de sua boca. Dessa forma, caso você esteja com sono, basta utilizar o aparelho para chacoalhar tudo o que você tem na cabeça – e, dessa forma, ficar bem acordado.

7. O amigo imaginário

Nunca sozinha! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)
Nunca sozinha! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)

Se você assistiu ao filme “MIB 2”, com certeza se lembra do piloto automático inserido no carro do “J” (personagem interpretado por Will Smith), aquele que parecia mais um manequim de loja do que uma pessoa. Pois saiba que alguém teve uma ideia muito parecida – e registrou o invento.
O chamado “Amigo Imaginário” seria um dispositivo com uma espécie de armarinho em sua base, algo que poderia ser colocado no banco do carona. Acima dessa pequena estante, haveria um boneco representando um humano. Ele ajudaria as pessoas a afastar ladrões, pois daria a impressão de que o motorista não estaria sozinho. Além disso, ele também contaria com um telefone de mentira. Assim, quem estivesse com medo dos bandidos poderia simular uma ligação para a polícia.

8. Beijos? Só com proteção

Beijo? Só com proteção! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)
Beijo? Só com proteção! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)

Hoje em dia, praticamente todo mundo sabe que a camisinha é objeto obrigatório e fundamental quando se deseja manter relações sexuais com alguém. Contudo, para algumas pessoas, a proteção tem que começar muito antes de você ir para a cama com o seu amado.
Essa patente traz uma espécie de “pirulito gigante” feito de látex, e basta utilizar a invenção para poder beijar quem você quiser – tudo sem ter que ficar com medo de trocar saliva com o seu parceiro ou pegar qualquer tipo de doença.

9. Sexo extremamente seguro

Parece uma roupa de mergulho (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)
Parece uma roupa de mergulho (Fonte da imagem: Reprodução/Urban Titan)

Falando em segurança nas relações humanas um pouco “mais quentes”, um inventor norte-americano parece não acreditar na proteção trazida pelas camisinhas. A sua patente traz uma roupa capaz de proteger cada centímetro do corpo durante o ato sexual.
O aparato, que mais parece um traje de mergulho, seria feito de materiais flexíveis, de preferência finos e transparentes. Ele também contaria com todos os recursos necessários para que você encaixasse certas partes do corpo, se é que você me entende. Tudo para que você pudesse se proteger contra qualquer doença sexualmente transmissível.

10. Detector de Papai Noel

Pegando o Papai Noel no flagra! (Fonte da imagem: Reprodução/Brown & Michaels)
Pegando o Papai Noel no flagra! (Fonte da imagem: Reprodução/Brown & Michaels)

Em alguns países existe a tradição de se deixar meias penduradas perto da lareira, tudo para que o Papai Noel possa recheá-las com presentes. Um inventor, pensando em talvez pegar o Bom Velhinho em flagrante, desenvolveu uma meia natalina equipada com um pequeno detector de presença.
A ideia é que, assim que o Papai Noel se aproximasse do dispositivo, o equipamento ativasse algumas luzes externas, iluminando o lugar em volta e, quem sabe, alertando as pessoas para o fato de que alguém mexeu naquela meia.

11. Ronco nunca mais!

Choque nele! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)
Choque nele! (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)

Existem vários tratamentos para diminuir o ronco durante o sono. Contudo, entre tantas maneiras diferentes de se tentar resolver o problema, é difícil você já ter visto algo tão radical quanto esse dispositivo registrado nos Estados Unidos.
O “Electronic Snore Stopper” seria um aparelho eletrônico utilizado no pescoço, como uma espécie de colar. Bastaria que você o utilizasse durante o sono para ele entrar em ação. Sempre que o invento detectasse as vibrações de um ronco, daria um choque na pessoa, acordando-a instantaneamente. Difícil imaginar como isso tornaria o sono de alguém melhor, afinal de contas, nem quem dorme perto dos “roncadores” desejaria tal tortura para alguém!

12. Patente com trava

Tudo trancado (Fonte da imagem: Reprodução/Listverse)
Tudo trancado (Fonte da imagem: Reprodução/Listverse)

Tem gente que não gosta dividir nada, nem mesmo aquilo que faz no banheiro! Essa patente diz respeito a uma privada que você não precisa dividir com ninguém. O projeto mostra uma espécie de trava, que impede qualquer pessoa, que não seja você, de utilizar aquele seu lugar preferido na hora de fazer as palavras cruzadas…

13. Coleira para cobras

Levando a cobra para um passeio (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)
Levando a cobra para um passeio (Fonte da imagem: Reprodução/Buzzfeed)

Se você tem uma cobra de estimação, com certeza gosta de coisas diferentes – e quer fugir dos tradicionais bichos criados por humanos, gatos ou cachorros, por exemplo. Contudo, quem disse que a sua relação com o animal também precisa ser diferente?
Essa patente traz um sistema de guia e coleira desenvolvido para cobras. Com ele, você poderia, por exemplo, levar a sua cascavel passear no parque e ter todo o controle sobre o seu bicho, não deixando que a cobra vá “brincar” com nenhuma criança ou transeunte.

14. Lava-rápido de humanos

Lavando em série! (Fonte da imagem: Reprodução/Weird News)
Lavando em série! (Fonte da imagem: Reprodução/Weird News)

As pessoas que se encontram internadas em hospitais também precisam tomar banho diariamente. O problema é que isso geralmente demanda a ajuda de outras pessoas, como enfermeiros e familiares, que precisam lavar o doente, uma vez que ele não reúne condições de se virar sozinho. Pensando nisso, o desenvolvedor dessa patente teve uma ideia genial: por que não adaptar o conceito dos lava-rápidos para os humanos?
O invento contaria com uma cinta, algo como uma cadeirinha de escalada, por exemplo. Ali, os pacientes seriam pendurados pelos enfermeiros para que, em seguida, um sistema automático os levasse ao processo de lavagem. Haveria várias estações, como ensaboar, enxaguar e secar. Com certeza, seria muito confortável para os pacientes…

15. MacBook pro com energia solar

Mac com luz solar (Fonte da imagem: Reprodução/Apple Insider)
Mac com luz solar (Fonte da imagem: Reprodução/Apple Insider)

É lógico que a Apple não ficaria de fora dessa lista! Brincadeiras à parte, a companhia registrou, em 2010, uma patente que descreve uma tecnologia muito interessante. De acordo com o projeto, a ideia é criar um sistema de obtenção de energia externa que alimentaria o backlight da tela dos seus aparelhos, como um MacBook Pro, por exemplo.
De acordo com a invenção, um painel dobrável seria aberto na parte de trás do notebook e captaria a luz solar. Isso serviria para economizar bateria e fazer com que a autonomia do aparelho fosse bem maior. Será que um dia isso sairá do papel?

Fonte: Tecmundo

setembro 8th, 2016

nwmidia

(0) Comentarios!

Yahoo venderá 3.000 patentes, incluindo sistema de busca

size_810_16_9_yahoo

São Paulo – O Yahoo colocou mais de 3.000 patentes à venda de seu portfólio e espera arrecadar cerca de US$ 1 bilhão, de acordo com o Wall Street Journal.

O pacote inclui até seu mecanismo de pesquisa, afirmou o veículo. As ofertas devem ser recebidas até o meio de junho e a negociação será feita pelo banco de investimentos Black Stone IP, especializado no setor.

O portfólio da companhia inclui mais de 6.000 patentes de tecnologias em dados, mobile e de publicidade. Recentemente, ela transferiu 2.659 propriedades intelectuais para a subsidiária Excalibur IP LLC.

A venda “representa uma oportunidade única para companhias que operam na indústria da internet de adquirir algumas das patentes mais pioneiras e fundamentais relacionadas a pesquisa e publicidade na internet”, disse uma porta-voz do Yahoo ao WSJ, que não se identificou.

Alphabet, companhia mãe do Google, e a Microsoft estão entre os interessados nas patentes, segundo o Envision IP, escritório de advocacia especializado em patentes.

A empresa enfrenta queda nas receitas, prejuízos bilionários e acaloradas discussões com seus acionistas há meses.

Além das patentes, que podem valer até US$ 4 bilhões segundo o New York Post, o Yahoo está buscando compradores para seu negócio principal, que concentra sites, email, pesquisa, Tumbrl, Flickr, produção de conteúdo e de notícias e, principalmente, sua divisão de anúncios na internet.

Uma das maiores interessadas pelo negócio de internet do Yahoo é a empresa de telecomunicações Verizon Communications, tendo feito uma proposta de US$ 3 bilhões.

Fonte: Exame Abril

setembro 1st, 2016

nwmidia

(0) Comentarios!

Sem patentes, tratamento da Aids poderia ser mais barato

size_810_16_9_virushivaids

Relatório divulgado hoje (21) pela organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF) mostra que patentes farmacêuticas impedem a redução de preços dos tratamentos modernos de HIV, sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da Aids, ataca o sistema imunológico.

Segundo o documento, o preço mais baixo da terapia de resgate é de US$ 1.859 por pessoa por ano, 18 vezes o preço do tratamento de primeira linha e mais de seis vezes o valor mais barato do que o de segunda linha.

A terapia de resgate é destinada a pacientes com HIV que têm sintomas da Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (Aids), com infecções oportunistas, por exemplo.

O tratamento de primeira linha é o primeiro indicado a quem recebe o diagnóstico de HIV positivo. Já o de segunda linha é para quem não se adaptou ao primeiro.

A 18ª edição do relatório do MSF sobre preços de medicamentos para HIV, Untangling the Web of Antiretroviral Price Reductions, foi lançado na Conferência Internacional de Aids, que está sendo realizada em Durban, África do Sul.

O documento defende que acordos comerciais e a pressão da indústria farmacêutica para que a Índia, conhecida como “farmácia do mundo em desenvolvimento”, facilite a concessão de patentes, representam grande ameaça ao acesso a medicamentos.

Preços em queda

De acordo com o documento, os preços de medicamentos mais antigos para HIV continuam caindo, por conta da competição das fabricantes de genéricos, mas os valores dos remédios mais novos continuam fora do alcance da maioria da população.

Isso ocorre, em grande parte, “porque as empresas farmacêuticas mantêm monopólios que impedem a competição de medicamentos genéricos”.

Atualmente, o menor preço disponível para um medicamento de qualidade reconhecida, recomendado pela Organização Mundial de Saúde, para o tratamento de primeira linha, é de US$ 100 por pessoa por ano. Isso representa uma redução de 26% desde a última vez em que MSF registrou o preço mais baixo para o mesmo tipo de medicamento, que era de US$ 136 em 2014.

Para o tratamento de segunda linha, o menor preço disponível atualmente é de US$ 286 por pessoa por ano – uma redução de 11% do valor de US$ 322, de dois anos atrás. Enquanto isso, o preço da terapia de resgate diminuiu 7% em relação a 2014, quando custava US$ 2.006 por ano.

A patente é o direito que fabricantes adquirem do estado de comercializarem um produto com exclusividade por um determinado período.

Normalmente, funciona como uma compensação pelo pioneirismo da empresa que desenvolveu o produto. No entanto, as regras para a concessão de patentes em cada país são distintas.

Segundo o relatório do MSF, o papel da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), agência que regula no Brasil, entre outras coisas, o mercado de medicamentos, tem sido importante para garantir o acesso aos remédios.

O documento sugere que a agência tem tornado o processo de concessão de patentes na área farmacêutica mais rigoroso.

Fonte: Exame Abril