março 30th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

LG e Samsung brigam por patente para pausar vídeo com olhar

A LG e a Samsung estariam para iniciar mais uma batalha nas cortes coreanas, desta vez por causa da tecnologia do eye-tracking, que permite pausar um vídeo apenas olhando em outra direção. Segundo o The Verge, que cita o asiático Yonhap News, a LG estaria apenas aguardando a chegada do Samsung Galaxy S4 para avaliar se o modelo topo de linha não infringe direitos da tecnologia que a LG embarcou no Optimus G Pro – que também chega às prateleiras em abril.

O pedido de registro da patente do eye-tracking da LG, segundo a marca, teria sido feito em 2009, e haveria outras tecnologias relacionadas ao acompanhamento do movimento dos olhos pedidas pela empresa desde 2005. A Samsung, por sua vez, nega infração de direitos e afirma que seu sistema de eye-tracking é próprio e usa outro método de implementação. A LG chama a tecnologia de Smart Video, e a Samsung, de Smart Pause.

Fonte: Terra

 



março 27th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

Sistema eletrônico dará mais agilidade aos exames de patentes no país

O sistema online para depósito de patentes, o e-Patentes, foi lançado no ultimo dia (19) pelo Insituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O sistema eletrônico vai tornar mais rápido e simples todo o processo de patentes pelo instituto. O presidente do Inpi, Jorge Ávila, ressaltou que o depósito online traz vantagens em relação ao depósito em papel.

“Quando você faz o preenchimento dos formulários eletrônicos, o formulário critica o que está sendo preenchido e os erros que a máquina consegue identificar são evitados já na hora do preenchimento. Além disso, como o formulário é transmitido por via eletrônica, não tem manuseio, não tem que digitalizar. Então, não tem extravio, não tem perda de informação na digitalização. Produz uma entrada de dados para o Inpi muito mais simples, ágil, limpa e livre de erros. Isso agiliza o exame”, disse Ávila. Ao final, segundo ele, o sistema emite um comprovante com um código QR que permite acompanhar o andamento do pedido.

A meta do Inpi, enfatizou o presidente do instituto, é chegar ao fim de 2014 com uma capacidade de processamento de 50 mil patentes por ano, englobando o arquivamento administrativo, o indeferimento técnico e a concessão. “Se a gente atingir essa marca, vai estar podendo entregar ao usuário que depositar pedidos de patente em 2014 o resultado do pedido dele em um tempo tão curto, como o oferecido em qualquer escritório eficiente do mundo. Isso significa quatro anos a partir do depósito ou entre 12 meses e 18 meses a partir do pedido de exame, o que é uma marca bastante boa”.

O Inpi vai oferecer também, para os clientes que tiverem o órgão como primeiro escritório de depósito, o serviço de uma avaliação preliminar da patenteabilidade. “O exame preliminar dá informação para ele até 12 meses a partir do depósito, de maneira que tenha possibilidade de aperfeiçoar o seu pedido e de fazer negócio com aquele pedido de patente, mesmo antes de essa patente ser decidida”. O serviço de avaliação preliminar já está disponível.

No ano passado, as decisões sobre patentes envolveram 32.574 processos, devido a um estoque elevado de pedidos de patentes de anos anteriores para ser arquivado. Para 2013, o volume de processamentos é estimado em 22 mil. O sistema online de depósito de patentes foi lançado durante congresso do Inpi que terminou na ultima quinta-feira (21), no Rio de Janeiro.

Fonte: EBC

 



março 25th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

Cartão BNDES financiará serviços como marcas e patentes

O Cartão BNDES passará a financiar serviços como marcas e patentes, prestados por fornecedores reconhecidos pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). A novidade foi anunciada nesta terça-feira, 19, durante o Congresso do INPI, no Rio de Janeiro.

Fruto de parceria entre o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e o INPI, a medida facilita o acesso de micro, pequenas e médias empresas a serviços essenciais para protegerem suas inovações.

Só poderão prestar o serviço Agentes da Propriedade Industrial (APIs) credenciados pelo INPI e cadastrados como fornecedores no portal de operações do Cartão BNDES. O limite por operação será de R$ 30 mil. O valor financiado pode ser dividido em até 48 meses, com prestações fixas e iguais e juros de 0,86% ao mês (taxa vigente em março de 2013).

Requisitos para cadastro
Para se credenciar como fornecedor do Cartão BNDES, o agente de propriedade industrial terá que ser habilitado junto ao INPI; ter CNPJ há pelo menos dois anos; possuir site próprio na Internet, com portfólio em que conste serviços prestados a, no mínimo, três empresas; e ter código de atividade econômica (CNAE) específico de Agente da Propriedade Industrial.

As operações por meio do Cartão BNDES permitirão aos agentes financiar as vendas sem comprometer o capital de giro e sem risco de crédito, pois os clientes pagarão os serviços em até 48 meses, mas os APIs recebem em 30 dias. Além disso, os agentes podem expor gratuitamente seu catálogo de serviços no portal de operações (www.cartaobndes.gov.br).

Segundo estatísticas do INPI, apenas no ano de 2011 foram feitos 489 pedidos de registro de patentes e modelos de utilidade por micro e pequenas empresas.

Taxa de juros atrativa
Exclusivo para micro, pequenas e médias empresas, o Cartão BNDES é um limite de crédito pré-aprovado de até R$ 1 milhão por banco emissor (Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa e Itaú) que financia a aquisição de bens e serviços cadastrados em seu portal de operações.

Além da taxa de juros atrativa – 0,86% neste mês de março –, com prestações fixas, os prazos de pagamento vão de 3 a 48 meses. As operações são isentas de IOF e não há cobrança de anuidade. Em 2012, foram realizadas mais de 707 mil transações no portal, perfazendo R$ 9,54 bilhões em financiamentos, com crescimento de 26,4% em relação ao ano anterior.

Atualmente, há mais 600 mil Cartões BNDES emitidos, com limite de crédito pré-aprovado de R$ 32,8 bilhões. Apenas no ano passado foram emitidos mais de 102 mil novos Cartões e credenciados 12,6 mil novos fornecedores.

Mais de 218 mil itens de 50 mil fornecedores estão disponíveis para compra no portal de operações do Cartão BNDES. Atualmente, os itens mais comercializados são máquinas e equipamentos, computadores, softwares, móveis comerciais, veículos utilitários e motocicletas para serviços de entrega.

Fonte: INPI

 



março 15th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

Primeira Patente Verde do Brasil

A primeira Patente Verde do Brasil foi deferida pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) no dia 12 de março de 2013. Ela beneficia o inventor de um processo de tratamento de resíduos sólidos que reduz o impacto ambiental e gera energia elétrica. O projeto será um dos temas debatidos no Congresso do INPI, a ser realizado nos dias 19 a 21 de março.

A invenção é baseada na tecnologia da pirólise, uma espécie de combustão realizada na ausência de oxigênio que reduz a produção de gases tóxicos, como os óxidos de nitrogênio e de enxofre e o monóxido de carbono. Além de gerar menos impactos que os processos de incineração e combustão, a pirólise produz outros gases, como o hidrogênio e o metano, que, devido ao seu alto poder calorífico, podem ser encaminhados para um combustor ligado a um gerador para a produção de energia elétrica.

O deferimento da patente foi publicado na Revista da Propriedade Industrial (RPI) no dia 12 de março, em tempo recorde: apenas nove meses após a solicitação de ingresso do pedido no programa de Patentes Verdes. Criado pelo INPI em abril de 2012, o programa tem como principal objetivo incentivar a inovação sustentável, isto é, uma inovação que leva em consideração o meio ambiente, buscando reduzir os impactos ambientais.

Para isso, o programa busca diminuir o tempo de exame dos pedidos de patente, que normalmente leva entre seis e 10 anos, para apenas dois. A comissão do programa analisa somente pedidos de patentes de invenção nas seguintes categorias: energias alternativas, transporte, conservação de energia, gerenciamento de resíduos e agricultura.

Até o dia 5 de março de 2013, o programa havia protocolado 67 pedidos de patente. Desses, 16 já estavam em trâmite de exame nas divisões técnicas.

Fonte: INPI

 



março 14th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

Apple move processo contra café de 35 lugares em Bonn / Alemanha

Maçã parece ser mesmo o fruto proibido. Ao menos na interpretação da gigante do ramo de informática Apple. Desde 2011 a empresa move um processo contra um café de 35 lugares num bairro residencial de Bonn, Alemanha. A alegação é que a logomarca do estabelecimento gastronômico poderia provocar confusão entre os clientes que consomem os eletrônicos com a marca da maçã. Mas a batalha judicial parece estar perto do fim.

A casa que serve café, chás e é especializada em doces feitos de maçã se chama Apfelkind (literalmente: “maçã-criança”). O café usa como marca uma maçã vermelha vazada, com a ilustração do rosto de uma criança dentro. É um café para mães e filhos, com espaço para os pequenos brincarem, enquanto as mães consomem as especialidades feitas com a fruta.

A batalha pelo direito de usar o próprio logotipo para estampar camisetas e brinquedos ou mesmo para transformar o negócio numa franquia, começou em 2011. Pouco tempo depois de dar entrada no registro da marca, a proprietária do Apfelkind, Christin Römer, recebeu uma carta da empresa Apple.

Em declarações à imprensa local, na época do início do processo, ela contou que sua primeira reação foi achar que se tratava de uma brincadeira. Mas depois percebeu que o assunto era sério. “Compreendo que a Apple queira proteger sua marca, mas, por favor, deve olhar onde”, comentou então.

Perto do fim
Segundo informações da imprensa alemã, o representante jurídico da Apple reuniu-se com Römer a portas fechadas, no final de fevereiro. O encontro teria ocorrido no próprio café, permitindo que o advogado conferisse de perto a aplicação, em canecas, luminárias e almofadas, da logomarca considerada uma ameaça pela empresa norte-americana.

Em declaração ao jornal alemão Die Welt, a dona do café disse que a história deve ter um desfecho em breve e que está otimista com o resultado da conversa. No entanto, não revelou detalhes de um possível acordo. A disputa corre no Departamento Alemão de Patentes e Marcas, sediado em Munique, onde Römer deu entrada no registro da logomarca em abril de 2011.

Repercussão
A notícia do processo correu a imprensa mundial. A diferença de força das partes fez com que a disputa fosse comparada a luta de Davi contra Golias, em alusão a passagem bíblica da Batalha dos Filisteus. A proprietária recebeu chamadas de jornalistas até do Japão, curiosos com o embate da poderosa Apple contra o pequeno café. Ironicamente, as chamadas chegavam a Christin pelo seu iPhone. “Eu adoro os produtos da Apple”, contou.

O processo repercutiu também em sites especializados em informática. A sugestão do Tech.Blorge, por exemplo, foi que, por achar os dois logos passiveis de confusão, a empresa norte-americana estaria precisando de um exame de vista.

Fonte: DW

 



março 9th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

EUA negam recurso da Apple em caso de violação de patentes

A VirnetX – companhia que desenvolve softwares de segurança para a internet – informou que um tribunal do Texas, nos Estados Unidos, negou um recurso da Apple para reduzir o valor da indenização a ser pago pela companhia americana em um caso de violação de patentes.

Em novembro, a Apple foi condenada a pagar US$ 368 milhões à VirnetX, pela suposta violação de tecnologias da empresa em seu aplicativo de bate-papo com vídeo, o FaceTime.

Na nova decisão, além de rejeitar o pedido da Apple, o tribunal estabeleceu um prazo de 45 dias para que as duas partes cheguem a um acordo. Após este período, a empresa fundada por Steve Jobs pode pagar multa diária de cerca de US$ 330,2 mil.

Também em novembro, a VirnetX entrou com outro processo acusando a Apple de violar quatro patentes de sua propriedade. A queixa envolve tecnologias usadas no iPhone 5, iPod Touch 5, iPad 4 e os últimos modelos dos computadores Macintosh.

Fonte: G1

 



março 7th, 2013

nwmidia

(0) Comentarios!

Microsoft registra patente para limpeza automática de telas

Uma nova patente da Microsoft para limpeza automática de telas foi registrada no US Patent & Trademark Office, o escritório de patentes dos Estados Unidos.

Se lançada, a tecnologia, que pode ser útil para acabar com um dos grandes problemas das telas sensíveis ao toque, utilizará raios ultravioleta. As luzes “viajariam” por uma proteção colocada sobre ou dentro de uma touchscreen, limpando marcas de dedo e outras áreas tocadas sem atingir a pessoa que estiver usando o aparelho.

O próprio dispositivo com a tecnologia que determinaria quando e por quanto tempo os raios ultravioleta passariam pela tela. Assim, a limpeza pode ser feita apenas quando o usuário terminar de mexer no aparelho, por exemplo.

Não se sabe quando (e se) a tecnologia será usada pela Microsoft, mas, segundo o Engadget, a empresa já havia patenteado algo semelhante algum tempo atrás.

Fonte: Exame